Longin no Blog Aqui

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Negados pedidos da defesa do ex-PM


O juiz titular da Primeira Vara da Comarca de Iguatu, José Batista de Andrade, indeferiu, ontem, o pedido de nova perícia solicitada pela defesa do ex-capitão da Polícia Militar, Daniel Gomes Bezerra, acusado de ter assassinado, a tiro, os irmãos Leonardo e Marcelo Moreno Teixeira, ambos acadêmicos de Medicina. O duplo homicídio ocorrei em 2007. Desde então, Bezerra é mantido na cadeia, nesta Capital, e, por decisão do governador Cid Gomes, já foi expulso das fileiras da PM.

Segundo a Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, a defesa do acusado havia pedido que fosse realizada uma perícia na camisa que o ex-militar usava no dia do crime. Queria com isto provar que, entre o ex-capitão e as vítimas, houve uma luta corporal antes de serem efetuados os tiros que mataram os irmãos.

O juiz já havia, anteriormente, negado o pedido da defesa para que fosse realizada a perícia, assim como também negou o pedido de reconstituição do crime. "Considerando a ação deletéria do tempo sobre a memória dos fatos, que datam de quase quatro anos, entendo não ser razoável o acolhimento do pleito", declarou o juiz ao indeferir o pedido da reconstituição.

O magistrado, no entanto, aceitou o pedido para que a camisa do réu seja novamente anexada ao processo. Porém, no mesmo despacho ordenou a redução no número de testemunhas arroladas pela defesa, de oito para, no máximo, cinco. O advogado terá cinco dias para relacionar as testemunhas
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam