Longin no Blog Aqui

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Matadouros são interditados por falta de higiene e estrutura no Ceará

A Justiça do Ceará interditou o matadouro do município de Bela cruz, região norte do estado, por falta de condições de higiene e estrutura, um problema que também foi verificado na maioria dos matadouros públicos do interior e Região Metropolitana de Fortaleza. Além deste, 20 matadouros já foram desativados no estado, segundo a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

Segundo um levantamento feito pela Semace, 20 matadouros já foram desativados no estado e a maioria funciona em condições precárias. Dos 17 matadouros existentes, 59% não possuem dispositivos ou estações de tratamento. Outros 32% utilizam as próprias fossas como estrutura de despejo e apenas 2% possuem licença ambiental. O levantamento ainda aponta outro dado que chama atenção: quase 90% dos matadouros são públicos.

Ministério Público interdita matadouro de Pindoretama

Em Pindoretama, na Região Metropolitana, o único matadouro da cidade está desativado. A Justiça determinou a interdição depois que o Ministério Público constatou a falta de instalações adequadas. Um ano depois, o cenário no matadouro é de abandono. Além de muito mato, o portão e até as janelas da casa onde funcionava o matadouro foram saqueados, segundo os vizinhos.

Um homem, que preferiu não se identificar, trabalhou durante alguns meses no abatedouro de Pindoretama e diz que o abate era feito de forma bem rudimentar. As carnes eram transportadas em um container sem refrigeração. Os dejetos eram despejados na parte de trás do terreno.

De acordo com um decreto estadual de 1992, fica a cargo do Município coibir qualquer abate e industrialização de produtos clandestinos. A morte dos animais só pode ser feita com o uso de uma pistola pneumática.

Os moradores da região agora estão preocupados com a interdição do matadouro, que fez com que os animais sejam abatidos em matadouros clandestinos, sem qualquer fiscalização. Segundo a secretária de saúde de Pindoretama, Valéria Viana, a vigilância sanitária do município desconhece o abate clandestino de animais na cidade. Ela disse ainda que vai apurar as denúncias dos moradores. Atualmente, a fiscalização da carne consumida em Pindoretama é feita no momento da chegada da carne ao mercado.

223 matadouros em todo o estado

O Ceará possui 223 matadouros. Desse total, estão em atividade 159 públicos e 20 particulares. Outros 20 estão desativados e 23 em fase de implantação. A maioria dos matadouros ativos, 64%, abate animais tanto de grande como de pequeno porte, como bovinos, suínos e caprinos. Esses dados serão utilizados na elaboração de um plano estratégico de implantação de matadouros regionais.

Em setembro, um comitê formado pelas Secretarias das Cidades, do Desenvolvimento Agrário, da Saúde e pela Semace deverá se reunir para planejar as ações. O Estado já disponibilizou R$ 2,9 milhões.

TV Verdes Mares
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam