Longin no Blog Aqui

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Governo da Bahia exonera funcionários que filmaram corpo de vítima no IML e colocaram na web


A Secretaria de Segurança Pública da Bahia confirmou nesta quarta-feira (19) a exoneração de dois servidores do Departamento de Polícia Técnica (DPT) acusados de filmar e divulgar na internet um vídeo com imagens do corpo de Kelly Silva Salles(Foto), a Kelly Ciclone. A filmagem foi feita durante autópsia realizada no Instituto Médico Legal (IML) Nina Rodrigues, em julho desse ano.

Kelly Ciclone, que ficou famosa por namorar traficantes e postar fotos suas com armas na mão, foi morta dia 18 de julho ao sair de um show de pagode.

Segundo a SSP e o advogado da família de Kelly, Rosalvo Novais, uma sindicância interna concluiu que Roberto Carlos Vieira Oliveira e João Batista Alves Neto foram os responsáveis pela gravação, divulgada no site YouTube no dia 27 de julho deste ano.

Segundo Rosalvo, além de terem perdido o emprego, os dois acusados respondem a um inquérito criminal instaurado no Centro de Operações Especiais (COI), da Polícia Civil.

Os dois eram funcionários contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), sem vínculo empregatício com o Estado. Antes da conclusão da sindicância eles já tinham sido afastados das funções.

“Além de demitir os dois acusados, a sindicância determinou a necessidade de se impor mais rigor nas ações internas no DPT. A partir de agora ficou proibida a entrada de celulares na área das autópsias e ainda foram instaladas câmeras para acompanhar os trabalhos”, afirmou o advogado, que recebeu uma cópia do documento contendo os resultados da investigação interna.

Ele explicou que não está definido quem exatamente filmou o corpo de Kelly despido, nem o autor da postagem na internet. “Eles se acusam mutuamente. Mas o conjunto das provas foi determinante para que a sindicância concluísse pelo nome dos dois”, afirmou Rosalvo Novais.

A 22ª delegacia, no município de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, continua as investigações para determinar a autoria do crime. Embora tenha alguns suspeitos, a polícia ainda não sabe quem matou a vítima e por qual motivo.

Fonte: UOL
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam