Longin no Blog Aqui

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

apenas 12% dos animais foram vacinados contra febre aftosa em Iguatu

No próximo dia 30 de novembro, termina a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. No Ceará, um relatório parcial apresentado pela Agência de Desenvolvimento Agropecuária (Adagri), mostrava que apenas 7,3% do rebanho foram vacinados contra a doença até o momento, quem informa é o diretor de Saúde Animal da Adagri, Mauro Nogueira, que disse estar preocupado com o quadro e fez um apelo para que os criadores vacinem os animais dentro do prazo, que não será prorrogado. Em Iguatu os números também não são bons, apenas 12 % do rebanho foi vacinado de um total de 50 mil animais.
Desde o início desta semana, técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), da Adagri e da Ematerce intensificaram as ações no campo para tentar para ampliar o índice de imunização. É um trabalho contra o tempo. Visitas, fiscalização, reuniões com sindicatos e associações comunitárias e entrevistas em emissoras de rádio fazem parte do plano estratégico para sensibilizar e alertar os criadores sobre a importância da vacinação contra a aftosa.
O Ceará tem cerca de 2,5 milhões de bovinos e 140 mil criadores. A luta é para alcançar a meta que é de 90%.
Multa
O criador tem até o final do mês para comprar as doses necessárias da vacina, mas há um prazo de 15 dias para comprovar que vacinou os animais, enviando a nota fiscal para as unidades da Adagri ou Ematerce. Após esse período, a imunização somente será válida com autorização da Adagri e será feita de forma assistida. Mesmo assim, haverá pagamento de multa no valor aproximado de R$ 12,00 por cada animal.
Em face do prazo até 15 de dezembro para o trabalho de vacinação, desde que as doses tenham sido compradas até hoje, os índices de cobertura serão ampliados até a data limite. Edilson de Castro explica que, caso insista em não vacinar, o criador será impedido de movimentar os animais da fazenda, pois não poderá obter a Guia de Transporte Animal (GTA).
Sintomas
O animal afetado apresenta uma febre alta que diminui após dois a três dias. Em seguida, aparecem pequenas vesículas na mucosa da boca, laringe e narinas e na pele que circunda os cascos. O animal passa a salivar, deixa de andar e de comer e emagrece rapidamente, chegando ao óbito.
MAIS INFORMAÇÕES
Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri)
Iguatu – Ceará
(88) 3581 -7835
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam