Longin no Blog Aqui

quarta-feira, 21 de março de 2012

Enfermeiro confessa ter matado mais de 50 pacientes no Uruguai


O Bom Dia Brasil mostra um caso que chocou o Uruguai e o mundo. Dois enfermeiros foram presos porque confessaram o assassinato de 16 pacientes.
A cada revelação, fica mais assustador. Agora, a polícia diz que o número de mortos pode ser ainda maior.
Um enfermeiro foi processado por 11 homicídios. Outro, por 5. Há também uma enfermeira, que vai responder por acobertar os crimes. Os três estão presos.
Os enfermeiros reconheceram 16 vítimas por meio de fotos. Um deles disse ao juiz que matou 50 pacientes. O outro disse que perdeu a conta.
Os próprios acusados contaram que usavam injeção de super doses de morfina ou de ar e que as mortes eram rápidas. A advogada de um dos enfermeiros disse que o seu cliente matava por piedade.
Mas o juiz que cuida do caso acrescentou que a maioria das vítimas não era paciente terminal. Uma, inclusive, era diabética e morreu há poucos dias, logo depois de ter recebido alta. A filha soube, agora, pela Justiça, a verdadeira causa da morte:
“Não foi um ataque cardíaco como informaram. Foi uma trombose por causa de lidocaína que havia sido injetada”, explicou ela.
As investigações, que começaram há dois meses, vão continuar. A polícia uruguaia acredita que o número de mortos nos últimos sete anos, pode chegar a 200. Os crimes foram praticados nos dois principais hospitais de Montevidéu.
As famílias das vítimas estão sendo notificadas oficialmente. Técnicos da saúde pública, da polícia e da Justiça estão encarregados de comunicar que os pacientes não morreram por causa das enfermidades que tinham, e sim porque foram assassinados pelos enfermeiros.
Fonte: Bom Dia Brasil
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam