Longin no Blog Aqui

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Seca: cidades do CE à beira de colapso contratam bandas famosas para o Carnaval

Situação de seca fez com que Maranguape e Solonópole cancelassem o Carnaval Apesar do agravamento da situação de seca e da previsão de chuva abaixo da média, o Carnaval está garantido em muitas cidades do Interior do Ceará. Prefeituras afirmam que o dinheiro investido na realização da folia traz benefícios para os municípios e não comprometem o combate à seca. Cidades, que em agosto de 2013 estavam ameaçadas de colapso no abastecimento de água, contrataram bandas de renome nacional. Além das atrações musicais, as prefeituras prometem ainda incentivos aos blocos alternativos, festas com paredões e mela mela. A verba destinada ao Carnaval não é divulgada na maioria desses locais, porém os gestores justificam-na pela movimentação da economia local no período. Uma dessas cidades ameaçadas pela seca no ano passado é Acopiara, que já garantiu a festa de 2014. A cidade receberá diversas bandas, além de promover ações como a distribuição de um caldo na quarta-feira de cinzas como tentativa de entrar para o livro dos recordes com a cidade que oferece o maior caldo de ressaca do mundo. A Prefeitura de Acopiara justifica o investimento na contratação de atrações como Garota Safada, Forró do Bom e Matheus Fernandes com os benefícios que a folia traz para a cidade. De acordo com o coordenador do Carnaval do município, Theognis Florentino, Acopiara deve receber uma quantidade de turistas 6 vezes superior ao número de habitantes, o que movimenta a economia internaO coordenador não soube precisar o dinheiro que será gasto na folia, porém afirmou que a cidade está tranquila em relação à seca, pois foi inaugurado uma adutora emergencial. Segundo Theognis, o abastecimento de água está regular na cidade e mais de 4.000 cisternas de polietileno já foram instaladas. A verba para bancar o carnaval de Acopiara será fruto da prefeitura e da parceria com empresários locais. O coordenador também afirmou que foi protocolado uma solicitação de apoio no Governo do Estado e na Assembleia Legislativa. Conforme Theognis, a festa no município é bastante tradicional e todo ano busca-se ajuda. Carnaval de Várzea Alegre deve custar R$ 700 mil Em Várzea Alegre a situação não é muito diferente de Acopiara. Bandas como Forró do Bom e Forró 100% já estão confirmadas para o Carnaval. Além dos shows, a prefeitura afirma que terá desfile de escolas de samba, marchinhas e blocos alternativos. O secretário de Cultura do município, Francisco Milton Bezerra, explica que a folia está orçada em R$ 700 mil, mas não afeta a economia local, tendo em vista ao patrocínio de empresas privadas e ao grande número de turistas que a cidade recebe. Segundo Milton, o Carnaval da cidade é o mais tradicional da Região do Cariri e traz efeito positivo para a economia. Questionado sobre os gastos em virtude da seca, o secretário afirma que o clima da região melhorou nos últimos meses e já chove regularmente na média. Apesar de promoverem a Folia, Crateús e Quixadá mostram preocupação com a seca O Carnaval de Quixadá terá atrações como Bandana, Rafaela Manville e Forró Nota 10. Segundo o secretário de turismo da cidade, uma atração nacional também está sendo negociada para a folia. Apesar da programação, a prefeitura não sabe precisar quanto custará o carnaval deste ano, mas afirma que o valor será bem abaixo das festas tradicionais. Em Crateús, a situação é semelhante. O Carnaval terá shows e desfiles de blocos alternativos. De acordo com o secretário de Cultura, Silvio Werta, foi-se pensando em contratar bandas locais com a intensão de reduzir gastos. O secretário afirma que a situação de seca no município preocupa e, por isso, a festa em Crateús será menor. “Comparando com 2009, vamos gastar 50% a menos”, garante Werta. Maranguape cancela Carnaval para construir poços Diferentemente das outras cidades, Maranguape decidiu por transferir o recurso destinado à folia para reforçar o abastecimento de água no município. De acordo com o prefeito Átila Câmara, Maranguape vive a pior seca dos últimos 50 anos e é cada vez mais crescente os gatos com carros-pipa. Segundo o gestor, cerca de R$ 200 mil que seriam destinados ao carnaval serão usados na perfuração de poços profundos. Átila Câmara afirma que a população foi consultada sobre a mudança e a provou a ideia. “Nós fizemos três consultas populares. A primeira foi no Facebook, através da minha página pessoa, a segunda foi na rádio comunitária e a terceira foi realizada em 3 escolas de ensino médio”, explica o prefeito. O dinheiro previsto para a realização do Carnaval é do Tesouro Municipal e, segundo Átila, pode ser aplicado de acordo com as prioridades do município. A ideia então é destinar a verba para a construção de 10 poços nas comunidades mais afetas pela estiagem. O gestor de Maranguape afirma que a licitação para as obras deve acontecer no fim de fevereiro. Os poços devem ser instalados nas comunidades que eram abastecidas pelo Açude do Penedo e as localizadas na Serra do Lagedo. De acordo com o prefeito, cerca de 30 comunidades estão em situação crítica, mas 14 já foram beneficiadas com o Programa Água Para Todos, da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) ou pelo DNOCS. Apesar do investimento do carnaval ser transferido para a perfuração de poços, o gestor garante que a prefeitura promoverá uma ação na terça-feira, 4 de março. Segundo o prefeito, os blocos de carnaval vão desfilar e o investimento público será em torno de R$ 15 mil. “Será um carnaval ecológico, esperamos resgatar essa tradição”, conclui Átila Câmara. Solonópole não terá Carnaval por conta da seca A prefeitura de Solonópole confirmou que não haverá Carnaval na cidade por conta dos problemas de abastecimento de água. O prefeito, Webston Pinheiro, divulgou em sua página no Facebook que não realizará a folia devido a uma determinação do Ministério Publico do Estado (MPE) e do Tribunal de Contas do Município (TCM) que impossibilitaram o evento. Folia em Canindé ainda não está decidida A prefeitura de Canindé afirmou que ainda não definiu se haverá programação oficial na cidade. Conforme o órgão, na última sexta-feira (14) foi decretado estado de calamidade pública no município e, só após ser resolvido os problemas de abastecimento de água, será tomada uma decisão quanto a realização do carnaval. Ministério Público recomenda que Icapuí e Santa Quitéria não promovam festa Procurado pela Redação Web do Diário do Nordeste, o Ministério Público do Estado afirma que não existe uma padronização quanto à emissão de recomendações para a promoção ou não de festas de Carnaval. Segundo o órgão, as decisão dependem dos promotores que agem em cada município. Até o momento, o MPE informa que Icapuí e Santa Quitéria já receberam recomendações para não promoverem a folia. Em Icapuí, o Ministério Público pede que o prefeito pague as dívidas antes de organizar o Carnaval. Já em Santa Quitéria, o MPE pede a revogação do procedimento licitatório e da rescisão do contrato referentes ao Carnaval 2014 no Município. Denominado “Carnaquitéria”, o festejo está orçado em mais de R$ 400 mil. Na recomendação, o MPE argumenta que a prefeitura se encontra em situação de déficit financeiro, com pagamentos de salários de servidores em atraso desde 2012, e que desde 2013 não é feita a recomposição dos salários (reajuste de acordo com a inflação). Além disso, destaca que já houve uma decisão judicial favorável a um mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Servidores, que pedia o pagamento dos valores em atraso, mas o poder municipal alega não ter dinheiro para pagar.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam