Longin no Blog Aqui

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Estado quer a inclusão de 24 municípios na situação de emergência pela falta d'água 06.06.2014

Iguatu. O Governo do Estado do Ceará renovou o decreto que define situação de emergência em 176 municípios do Interior do Estado, tendo por base a pluviometria média que ficou abaixo da média, a não recarga dos açudes e a frustração de safra agrícola. Entretanto, a Defesa Civil Nacional excluiu 24 municípios desse quadro. Agora, o Comitê Integrado da Seca faz um esforço para incluir novamente essas cidades. Para se ter uma ideia da gravidade dessa decisão de âmbito nacional, municípios como Canindé e Caridade, que enfrentam grave crise de desabastecimento de água, estão no rol dos excluídos. "Avaliamos que houve dificuldades de alguns municípios em enviar corretamente as informações para Brasília e isso gerou essa exclusão", explicou o titular da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Nelson Martins. "Confiamos que essa situação não vai perdurar e será revertida rapidamente". Dos 24 municípios, três desistiram da inclusão no quadro de situação de emergência, de acordo com o setor de homologação da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). São eles: Crato, Farias Brito e Várzea Alegre. Os demais correm contra o tempo e tentam atualizar dados no Centro de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). A Cedec está apoiando as Prefeituras com fornecimento de tabela, informações e orientações para retirar pendências e preencher corretamente os formulários. Os outros municípios que não foram reconhecidos pela Defesa Civil Nacional em situação de emergência são: Acopiara, Apuiarés, Aracoiaba, Aratuba, Canindé, Capistrano, Caridade, Caririaçu, Cariús, General Sampaio, Granjeiro, Ibaretama, Itapajé, Itapiúna, Jardim, Missão Velha, Ocara, Paramoti, Pentecoste, Tarrafas e Tejuçuoca. Diante dessa decisão, o governo do Estado, por meio do Comitê Integrado da Seca, da Cedec e da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), está dando suportes técnicos às Prefeituras para o correto preenchimento dos formulários a serem encaminhados à Defesa Civil Nacional. "O quadro de seca está definido, as chuvas ficaram abaixo da média histórica em torno de 25%, em algumas regiões esse índice é maior, os açudes estão secos", frisou Nelson Martins. "O governo vai instalar adutoras para evitar desabastecimento". O Executivo cearense homologou a situação de emergência de 176 municípios, em virtude da seca, renovando decreto anterior cujo prazo terminou no último dia 17 de maio passado. Entretanto, a Defesa Civil Nacional, com base em indicadores hidrometeorológicos, deixou 24 municípios fora do reconhecimento Federal. "Nós já encaminharemos à solicitação ao Governo Federal pelo Comitê Integrado da Seca e cada município vai enviar os seus dados", informou o secretário Nelson Martins. Dos 184 municípios do Ceará, oito já estavam fora do decreto de emergência: Fortaleza, Eusébio, Maracanaú, Horizonte, Itaitinga, Guaramiranga, Juazeiro do Norte e Barbalha. Honório Barbosa Repórter
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam