Longin no Blog Aqui

terça-feira, 5 de maio de 2015

PT voltará a se reunir para tentar acordo em torno do ajuste fiscal

Depois de duas horas reunidos, parlamentares do PT não conseguiram fechar uma posição única em torno da Medida Provisória 665, que muda regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao benefício para o pescador artesanal. A reunião da bancada foi suspensa há pouco e será retomada às 16h. Segundo assessores e parlamentares, que evitaram falar sobre o debate que ocorreu a portas fechadas, o partido tem posições diferentes e quer costurar um voto único. A intenção é que a posição do PT em relação à matéria, que vai ao plenário nesta terça-feira (5), seja definida por voto dentro da bancada. Até agora, a reunião contou com pouco mais de 30 integrantes e a bancada quer que os 65 sejam ouvidos. O partido não vai liberar os parlamentares para que votem isoladamente. O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), tentou convencer o partido a ser “protagonista na defesa do ajuste fiscal”, mas terá que redobrar os esforços para minimizar as tentativas de maior negociação em torno do texto. Segundo Guimarães, quase 90% do que foi sugerido por movimentos contrários ao ajuste foi acatado pelo governo. “Já negociamos à exaustão. O governo teve sensibilidade”, afirmou. Petistas deixaram o encontro evitando falar com a imprensa e limitaram-se a afirmar que querem ouvir toda a bancada antes de uma decisão. Não há sinais de negociação de um acordo para que a votação seja adiada, a fim de que a base do governo tente se consolidar. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, alertou que vai computar as faltas de quem tentar obstruir.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam