Longin no Blog Aqui

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Serra faz ato de encerramento da campanha em São Paulo


Tucano reuniu militantes e políticos locais na Mooca, onde nasceu.
Em discurso, ele defendeu um 'governo sério, sem escândalos'.

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, promoveu ato de encerramento de sua campanha na noite desta quarta-feira (29), em São Paulo. O local escolhido pela campanha tucana foi um espaço de eventos na Mooca, bairro da Zona Leste da capital paulista em que Serra nasceu.

O encontro reuniu militantes, políticos locais e apoiadores de candidatos da Grande São Paulo. Lideranças nacionais do PSDB, envolvidas em campanhas nos estados, não compareceram.

Em discurso de 15 minutos, Serra adotou tom moderado, sem ataques diretos ao governo federal.

Na única referência indireta ao governo, disse defender uma gestão “voltada para pessoas”. “E não para partidos, patotas, companheiros”, afirmou.

“Um governo sério, sem escândalos, que realmente consiga de vez melhorar a segurança, a saúde, a educação, a garantia de que os empregos atuais serão mantidos e outros serão criados."

O candidato do PSDB também procurou demonstrar otimismo e pediu que a militância se mobilize até domingo (3) para convencer eleitores indecisos.

“Na segunda-feira (4) nenhum eleito ou não eleito vai viajar. Descanso só em novembro”, afirmou, em alusão a um eventual segundo turno.

Nas únicas menções específicas a propostas, Serra citou promessas feitas na reta final da campanha, como o reajuste de 10% aos aposentados do INSS e aumento do salário mínimo para R$ 600.

“Eu não faço promessa, faço anúncio, e sou responsável naquilo que digo que vou fazer.”

Ao final, disse à militância: "Vamos à vitória em São Paulo e no Brasil".

Ao lado de Serra no púlpito principal, estavam a mulher do candidato, Mônica Serra, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), o governador do estado, Alberto Goldman (PSDB), Geraldo Alckmin e Aloysio Nunes Ferreira, candidatos ao governo de São Paulo e ao Senado pelo PSDB, e Guilherme Afif Domingos (DEM), candidato a vice na chapa de Alckmin.

Alckmin pede 'luz na consciência' do brasileiro para eleger Serra

Com a voz falhando, o candidato do PSDB ao governo, Geraldo Alckmin, procurou reforçar o otimismo sobre a performance de Serra na votação.

Em discurso de cinco minutos, disse que “a eleição não acabou”. “Agora são nesses quatro dias que intenção de voto vira voto.Vamos para a rua, passar a mão no telefone, passar e-mail, pôr adesivo no carro, falar com as pessoas, entusiasmar.”

O candidato disse ainda pedir a Deus que “uma luz se acenda na consciência de cada brasileiro” para promover a vitória de Serra.

“Vamos pedir a Deus para que, no apagar das luzes dessa campanha cívica, uma luz se acenda na consciência de cada brasileiro para que nos possamos ter em 3 de outubro aquele que mais pode trabalhar pelo povo brasileiro”, afirmou Alckmin.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam