Longin no Blog Aqui

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Sexta-feira, Abril Ceará registra por ano 2.240 casos de câncer de próstata


O câncer de próstata é a primeira causa de morte por câncer entre homens no Ceará. Este ano, 2.240 novos casos da doença deverão ser diagnosticados, segundo estimativa do Comitê Estadual de Controle de Câncer, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Desse total, 540 na Capital. A estatística indica que são 52 novos casos da doença, a cada 100 mil habitantes.

A nível nacional, a situação também é delicada. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 52 mil casos da doença foram diagnosticados no ano passado em todo Brasil, sendo mais de 2 mil no Ceará. Em 2008, 542 homens morreram no Estado vítimas da doença. É a neoplasia que mais provocou óbitos em pessoas do sexo masculino, como indica o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).

Simpósio

Para debater o assunto iniciado ontem e se estenderá até amanhã, em Fortaleza, o IV Simpósio Internacional de Videocirurgia Urológica e o I Simpósio do Grupo de Estudos de Tumores Urológicos do Ceará (Getuc).
O objetivo é discutir os avanços no tratamento dos cânceres urológicos – que atingem próstata, pênis, testículo, bexiga e rim – por meio de videocirurgia, radioterapia e novos medicamentos de quimioterapia. A abertura ocorreu ontem, quando o médico Richard Gaston, da França, ministrou palestra sobre “Estado da arte – Videocirurgia robótica no câncer urológico”.

Hoje, um módulo sobre próstata, bexiga e testículo será realizado de 8h às 17h20. Amanhã, o ciclo de debates segue, desta vez, com a temática: pênis e ruim, de 8h às 12h.

Diagnóstico

Luís Porto, presidente do Comitê Estadual de Controle de Câncer da Sesa, explica que a situação do câncer de próstata no Ceará se agrava, porque o diagnóstico é feito quase sempre tardiamente, quando a neoplasia já está em estágio avançado. Por esse motivo, esclarece o urologista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), João Batista, o índice de mortalidade é bastante alto.

Contudo, o especialista revela que o preconceito em torno do exame já foi maior, prova disso é que os homens estão realizando mais as prevenções. Importantes aliadas nesse processo, são as esposas, responsáveis por convencer os companheiros a fazerem os exames.

Um dos sintomas que a doença apresenta são problemas para urinar, nos casos benignos. Os malignos, porém, na fase inicial, não provocam sintomas. O homem acima de 45 anos deverá fazer o quanto antes exames de prevenção. Contudo, se possui histórico de câncer de próstata na família, o recomendado é que os exames comecem a ser realizados a partir dos 40 anos. A prevenção é feita através de dois exames: o clínico (toque retal) e de dosagem do antígeno prostático específico (PSA).

O urologista João Batista assegura que o câncer de próstata é curável, desde que seja diagnosticado em fase inicial.

DN.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam