Longin no Blog Aqui

terça-feira, 31 de maio de 2011

Justiça ouve testemunhas de caso de professor suspeito de pedofilia em MS

Professor é suspeito de filmar a enteada e alunas nuas em Dourados.
Investigações começaram a partir de denúncia feita pela mulher do suspeito.


A Justiça começou a ouvir nesta terça-feira (31) os envolvidos no caso de um professor de 36 anos suspeito de filmar e fotografar a enteada e alunas nuas em Dourados, cidade localizada a 233 quilômetros de Campo Grande. A audiência teve início por volta das 17 horas. Foram convocadas testemunhas de defesa, acusação e o réu.

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual (MPE), as investigações começaram no último dia 13 de março, quando a esposa do suspeito entregou à Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) um pen drive, que segundo ela pertencia ao professor, que continha cenas de nudez. Algumas delas haviam sido capturadas dentro do banheiro de uma escola da cidade.

A esposa do professor contou que fingiu estar dormindo quando ele chegou em casa no dia 12 de março e viu o marido esconder o pen drive em cima do guarda roupa. Quando ele dormiu, recolheu o objeto e constatou o material pornográfico. Entre as adolescentes que apareciam, estava a filha dela, atualmente com 12 anos.

Não foi, de acordo com a denunciante, a primeira vez que flagrou o esposo com material pornográfico. Entre os anos de 2004 e 2005, ela encontrou imagens de uma prima do suspeito nua. Em outra ocasião, segundo ela, achou uma mala contendo lingeries e mais cenas de sexo.

O professor foi indiciado por adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam