Longin no Blog Aqui

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Primos fuzilados em Pentecoste


Os dois homens foram mortos depois do enterro do pistoleiro Moacir Cunha. Eram filho e sobrinho do matador

A cidade de Pentecoste (a 88Km da Capital) foi palco de cenas de violência na noite de ontem. Dois homens, que tinham ido àquele Município acompanhar o enterro de um familiar, acabaram sendo fuzilados em plena rua quando voltavam para casa. O duplo assassinato está ligado a outros crime que ocorreu em Fortaleza, na manhã de anteontem, quando um pistoleiro foi morto na Vila Peri.

Os dois homens assassinados ontem foram identificados como, Evaldo Carloto Bezerra, 39; e José Alaílson Martins Cunha, 28. O primeiro era filho e o segundo sobrinho do pistoleiro Moacir Bezerra da Cunha, 75. Moacir foi executado, a tiro, na manhã de terça-feira, quando voltava de um supermercado. O crime ocorreu na Rua Abel Ribeiro, na Vila Peri.

Acusado de praticar vários crimes de aluguel na região do Vale do Curu, na década de 80, Moacir acabou sendo vítima de uma emboscada e morreu depois de atingido por vários tiros disparados por dois homens que estavam em uma moto modelo Bros.

Repetiu

Na tarde de ontem, o corpo de Moacir Cunha foi levado para a cidade de Pentecoste e, de lá, transferido para o Cemitério da localidade de Providência, onde, por volta das 17h30, aconteceu o enterro. Muitos familiares residentes em Fortaleza e Municípios da Região de Pentecoste acompanharam o sepultamento, entre eles, o filho de Moacir, Evaldo Carloto Bezerra, e o sobrinho dele, José Alaílson Martins Cunha.

Após o enterro, os primos voltaram para a cidade de Pentecoste numa motocicleta. Por volta das 19h30, eles trafegavam pelo bairro Vila Nova, na periferia, quando foram surpreendidos pelos assassinos que também estavam de moto.

No cruzamento das ruas Gomes da Silva e Padre Sinval Facundo ocorreu o desfecho da emboscada. Os primos foram fuzilados. Após a fuga dos matadores, os dois homens foram levados para o hospital municipal por policiais militares, mas morreram logo depois.

Até o fim da noite passada o clima na cidade de Pentecoste era de medo e expectativa. Reforços do Batalhão Provisório da PM em Itapipoca (9ºBPM) estavam sendo aguardados.

Um dos mortos, José Alaílson era filho do também pistoleiro Guaracy Cunha, preso, há duas semanas, em Caucaia, pela Polícia Rodoviária Federal.
fonte:Diario do nordeste
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam