Longin no Blog Aqui

domingo, 25 de março de 2012

Corinthians vence o Palmeiras em jogo tenso no Pacaembu


Em todos jogos do Palmeiras, a bola parada vira a principal preocupação do adversário, graças à precisão de Marcos Assunção. No clássico deste domingo, a jogada mudou de lado e virou a arma do Corinthians na vitória de virada por 2 a 1, no Pacaembu, com gols de Paulinho e Liedson no início do segundo tempo, um na sequência do outro. Marcos Assunção abriu o placar no primeiro tempo, com um chute de fora da área, com direito a homenagem ao humorista Chico Anysio na comemoração ao imitar o Professor Raimundo.

O resultado mantém o tabu de 17 anos sem derrotas do Timão para o arquirrival no Pacaembu (agora são cinco triunfos e três empates). Mais do que isso, encerra uma série de 22 jogos de invencibilidade da equipe de Luiz Felipe Scolari.

O Timão chega a 34 pontos e ultrapassa o Palmeiras, que iniciou a 15ª rodada do Campeonato Paulista na liderança, com 32 pontos. Se o São Paulo não vencer o Mirassol, a equipe de Tite assume o primeiro lugar na tabela.

O Verdão dominou o primeiro tempo e abriu o placar aos 17 min, quando Marcos Assunção recebeu sozinho na intermediária e arriscou o chute. A bola desviou nas costas de Leandro Castan e encobriu o goleiro Julio Cesar.

“Peguei a bola e não tinha ninguém na minha frente. É isso que nós do meio-campo temos que fazer, tem de arriscar no gol”, comentou o camisa 20 alviverde.

“Mata o goleiro quando desvia. Estava indo para o lado direito e foi para o esquerdo”, lamentou o camisa 1 alvinegro.

Já os donos da casa falhavam na criação das jogadas ofensivas e erravam muitos passes. A opção por cruzar a bola na área não surtiu efeito, já que a defesa adversária levou vantagem pelo alto.

Seis minutos depois do gol, aconteceu um tumulto em campo. Liedson acertou com o pé o goleiro Deola. Os palmeirenses foram para cima e houve uma troca de empurrões. O camisa 9 alvinegro pediu desculpas, mas não se livrou do cartão amarelo.

O clima seguiu tenso, principalmente em torno de Barcos. Primeiro Leandro Castan ficou bravo com o argentino e colocou a mão no rosto para reclamar, como se tivesse sido agredido. Não aceitou o pedido de desculpas. Minutos depois, Barcos sofreu uma falta dura de Chicão, caiu no chão e também não aceitou as desculpas. O camisa 3 levou o amarelo.

O intervalo mudou a partida e a virada corintiana ocorreu em dois minutos. Aos 4 min, a bola foi cruzada na área, a defesa afastou mal e Paulinho pegou a sobra na pequena área para empatar.

Aos 6 min, Jorge Henrique, em cobrança de falta, cruzou na área. Marcio Araújo desviou mal, para o próprio gol.

Os comandados de Tite tiveram as melhores oportunidades para ampliar a vantagem, enquanto o time de Felipão ficou perdido e só teve uma boa chance nos pés de Valdivia, que chutou para fora.

Fonte: UOL
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam