Longin no Blog Aqui

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Prefeito de Senador Pompeu diz que está sendo ameaçado


O prefeito de Senador Pompeu, Antônio Teixeira (PT), que na última quinta-feira reassumiu o cargo após mais de um ano afastado pela Justiça, afirma que o clima político na cidade ficou ainda mais tenso após seu retorno. Alegando ser vítima de perseguição política, o petista diz que nos últimos dias chegou a receber ameaças de uma pessoa supostamente ligada a seus opositores.

Segundo Teixeira, as tentativas de intimidação se intensificaram porque, logo que voltou ao cargo, ele instaurou processo administrativo para verificar como estava a gestão após o tempo em que esteve afastado. Durante o afastamento, a cidade foi administrada interinamente pelo presidente da Câmara Municipal, Ibervan Ramos (PSDB), um dos principais opositores do atual prefeito.

Mesmo com poucos dias de sua volta ao gabinete da Prefeitura, Teixeira diz que já foi possível identificar “uma série de desmandos gravíssimos” na administração do município. Ele cita que o pagamento do convênio com o hospital da cidade está atrasado há mais de dois meses e que, por isso, a população estaria sem atendimento.

O petista diz que os gastos com limpeza pública, que é terceirizada, aumentaram cerca de 100% e que a despesa com pessoal está representando mais de 56% da receita corrente líquida, quando o permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é, no máximo, 54%. “Estou enviando ao Ministério Público um relatório sobre isso, porque vou ter que tomar algumas medidas”, explica.

Ameaças
Teixeira conta que, na madrugada da última sexta-feira – horas antes de seu retorno à Prefeitura – houve uma carreata da oposição. “Pararam em frente à minha casa e ficaram uns 15 minutos me ‘esculhambando’”, acusa.

No sábado, segundo ele, uma nova tentativa de intimidação teria ocorrido. “Me disseram que uma pessoa, que é ligada ao grupo opositor, veio à cidade com a finalidade exclusiva de dar um tiro na minha cabeça.” A versão, diz o prefeito, foi contada por pessoas que teriam visto o suposto criminoso relatar seu intento em um restaurante da cidade. “Fui na delegacia e fiz uma ocorrência. A Polícia está investigando”, afirma Teixeira.

O registro da ocorrência e a investigação foram confirmadas pelo delegado de Senador Pompeu. Segundo ele, o clima político na cidade estava relativamente tranquilo até a última semana. Porém, o retorno do atual prefeito ao cargo provocou acirramento e o número de ocorrências com motivações eleitorais aumentou.

(O POVO)
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam