Longin no Blog Aqui

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Cearenses presos por golpes em PE

O grupo se especializou em utilizar o nome de aposentados do INSS para obter empréstimos consignados ilegais Uma quadrilha de estelionatários cearenses está presa no Interior de Pernambuco. O grupo foi detido na cidade de Petrolina (370Km de Recife) depois de uma investigação que culminou na descoberta de vários golpes aplicados contra aposentados, através de empréstimos consignados em bancos particulares. A prisão da quadrilha aconteceu dentro de uma agência bancária no Centro da cidade de Petrolina (370Km de Recife). Mas a Polícia já sabe que o bando atuou também em outros municípios do Interior de Pernambuco e Bahia Conforme apurou a Polícia do Estado vizinho, a quadrilha saiu de Fortaleza com destino a Pernambuco e Bahia. Em ambos, utilizou documentos falsos para contrair os empréstimos ilegais, em nome de beneficiários do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Na tarde da última segunda-feira (21), os cinco cearenses foram presos quando tentavam fazer mais um saque em uma agência do Bradesco, no Centro de Petrolina. A Polícia tinha sido avisada da presença dos golpistas e aguardava a oportunidade de apanhá-la em flagrante. Quadrilha Os cinco cearenses foram identificados como Raimundo Nonato Serafim, 50; André da Silva Santos, 33; Francisco Cândido da Silva, 54; Arnaldo Oliveira de Freitas, 33; e Ivone Carneiro Pinheiro, 39. Segundo o delegado Magno Alves, de Petrolina, é possível que outras pessoas façam parte do bando detido. "Por enquanto, não vamos divulgar outros nomes", afirma Magno. As investigações da Polícia pernambucana revelaram que, somente nas duas últimas semanas, a quadrilha teria conseguido obter, pelo menos, 17 empréstimos consignados em nome de aposentados residentes nas cidades de Petrolina, Cabrobró e Orocó, em Pernambuco; e também em Juazeiro, no Estado da Bahia. Com os suspeitos, a Polícia apreendeu vários documentos falsificados, como identidades e carteiras de habilitação, vários chips para telefone celular, além de uma quantia de R$ 5.200,00. A prisão do bando já foi comunicada às autoridades cearenses que estão interessadas em descobrir se o grupo atuou neste Estado nos últimos meses. Golpes desse tipo são apurados, em Fortaleza, pela equipe da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). FERNANDO RIBEIRO EDITOR DE POLÍCIA
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam