Longin no Blog Aqui

terça-feira, 26 de março de 2013

Após divórcio, homem se mata e família encomenda assassinato de viúva em Alagoas

Sonival Apolinário de Lira Filho e Carlos Eduardo Queiroz Silva são apontados como autores materiais da morte da dona de casa Maria das Graças Ferrreira no dia 14 deste mês. Segundo a polícia, eles já se preparavam para matar o pai e uma filha da vítima quando foram presos em Arapiraca no último sábado. De acordo com as investigações do delegado Itamar Uchôa Garcia, a morte de Maria Alves foi encomendada pela família do ex-marido da vítima, identificado como Salatiel, que cometeu suicídio. Segundo o delegado, tudo começou há um ano quando o casal se separou e iniciou uma disputa pela divisão de bens. As brigas se arrastaram por meses e, há 90 dias, Salatiel se matou tocando fogo no próprio corpo. A família dele culpou a esposa pelo suicídio, se apossou dos bens do casal e teria iniciado os planos para executar a mulher. Na noite do dia 14 deste mês, a vítima foi morta com um tiro na nuca quando estava sentada na sala de casa vendo novela. As investigações apontaram que o carro usado pelos pistoleiros era dirigido por um rapaz identificado como Alex, que confessou sua participação no crime. Com base nos indícios levantados pela Polícia Civil, o juiz Ferdinando Neto decretou as prisões temporárias de todos os envolvidos na trama. Além de Alexandro Araújo Barros, o “Alex Dinga”, foram presos o sogro da vítima, Manoel Alves da Silva, a cunhada Sirlene Alves Nunes Ferreira, apontados como mandantes, e os pistoleiros Sonival e Eduardo (autores materiais). Nesta terça-feira (26), Jojefferson Mandu da Silva, responsável pela intermediação da trama e contratação dos pistoleiros, foi preso na cidade de Arapiraca. Durante a investigação do crime, o delegado foi avisado pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) que o grupo de pistoleiros retornaria no sábado a Quebrangulo para matar o pai de Maria Alves e uma filha dela, de 14 anos, com a intenção de se apoderar em definitivo de todos os bens que tinham pertencido ao casal. No mesmo dia, o grupo cometeria ainda outra empreitada: um assassinato na cidade de Girau do Ponciano. Sonival, que confessou ter sido o autor do disparo na nuca da vítima, foi preso junto com Eduardo numa churrascaria em Arapiraca. “Doutor, eu nasci para matar”, disse ao delegado após ser preso. O último envolvido no crime, conhecido por “Bola”, permanece foragido e também teve a prisão decretada. Fonte: Tudo na Hora
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam