Longin no Blog Aqui

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Dilma se diz contra aborto, mas afirma que, se eleita, terá de 'encarar' tema


Petista afirmou que assunto será tratado como questão de saúde pública.
Ela se reuniu com lideranças religiosas e políticas em Belo Horizonte.

A candidata a presidente da República pelo PT, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira (7), em Belo Horizonte, que é contra o aborto, mas, caso seja eleita, terá de encarar o tema como uma questão de saúde pública e social. Dilma esteve no Mercado Central, onde se reuniu com lideranças católicas e políticas.

“Eu sou contra o aborto porque o aborto é uma violência contra a mulher. Não acho que nenhuma mulher seja a favor do aborto. Como presidente da República, eu tenho de encarar o fato que há milhares de jovens, de adolescentes, que, diante do aborto, desprotegidas, fazem e adotam práticas, por que elas estão abandonadas”, afirmou.

Dilma disse que o Estado deve tratar o aborto como uma questão de saúde pública e social e ressaltou a importância da prevenção. “O Estado não considerará essas mulheres como uma questão de polícia, mas uma questão de saúde pública e social. O que nós temos é de prevenir que os jovens nesse país recorram a esses meios. Nós temos que prevenir que mulheres jovens sejam levadas a esse caminho por falta de alternativa. A minha posição pessoal é contra o aborto, [mas] como presidente da República eu não posso deixar de encarar [a questão].”

Dilma Rousseff estava acompanhada de lideranças do PT em Minas, como o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel e o vice-prefeito, Roberto Carvalho, de representantes do PMDB, entre eles o ex- ministro das Comunicações Hélio Costa, e do prefeito da capital mineira, Márcio Lacerda, do PSB.
fonte G1
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam