Longin no Blog Aqui

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Cariri está em alerta para área de riscos


uazeiro do Norte. As coordenadorias de Defesa Civil do Estado e Municípios realizam os últimos levantamentos relacionados às áreas de risco no Ceará. Os dados ainda estão sendo repassados e, na próxima semana, deverão estar consolidados. Em dezembro foi realizado encontros com as coordenadorias municipais de Defesa Civil. No Cariri, cidades como o Crato se encontram em situação preocupante, por conta da indefinição no cumprimento da segunda etapa das obras de recuperação do Canal do Rio Grangeiro. Já em Juazeiro do Norte, está sendo feito um trabalho preventivo. A Coordenadoria de Defesa Civil do Crato diz que a principal preocupação das autoridades e da população está relacionada as obras de reconstrução do canal.

Canal

Há cerca de 30 dias foi concluída a primeira etapa dos serviços do Canal do Rio Grangeiro, uma das áreas mais críticas da região. A segunda etapa ainda não tem data definida para ser iniciada. A licitação foi realizada na última terça-feira, porém não houve nenhuma empresa interessada em executar a obra.

A primeira etapa foi concluída com atraso. O prazo era 90 dias para terminar e agora se aproxima quadra invernosa e a população está preocupada com possíveis inundações que possam ocorrer na cidade. No último sábado foi feita uma manifestação para chamar a atenção do problema, com um abraço simbólico do canal.

Em Juazeiro do Norte, a coordenadoria local tem feito um trabalho preventivo, com o levantamento de um perfil de áreas críticas, que não são propriamente área de risco. Ainda não foi concluído o mapeamento das áreas de risco na cidade. Segundo o tenente Artur Graça Alcântara, coordenador da Defesa Civil em Juazeiro, o projeto com o perfil das áreas críticas, até agora com 21 delas identificadas, está sendo encaminhado a diversos setores da administração local, a exemplo das secretarias de Obras, Meio Ambiente, Infraestrutura, dentre outras pastas.

Transtornos

Segundo o coordenador, a meta é que as áreas onde ocorrem com maior frequência enxurradas, alagamentos, problemas relacionados à drenagem, sejam trabalhados de forma antecipada, para que os problemas comuns na época da estação chuvosa sejam minimizados.

Ele destaca áreas nas proximidades da Singer, na Avenida Padre Cícero, onde há maior fluxo de veículos, que frequentemente tem inundado, como ocorreu na semana passado, com uma chuva de 87 milímetros na cidade. O tráfego foi prejudicado, e a água chegou a cerca de um metro do muro da empresa. Outro ponto de alagamento acontece no Parque Antônio Vieira, onde há dificuldade de escoamento das águas, além do Novo Juazeiro, proximidades da Avenida Antônio Sales; Avenida Paulo Mayer, Castelo Branco, Betolândia, e na Baixa do 13, na Avenida Virgílio Távora.

"A finalidade é minimizar os transtornos que possam ter durante o inverno, principalmente na fase em que as chuvas se tornam mais frequentes",explica.

Outro trabalho que será intensificado está relacionado a identificação de áreas críticas relacionadas ao acúmulo de lixo e conscientização da população no que diz respeito ao problema. Uma campanha nesse sentido será realizada em fevereiro.

21 locais críticos já foram identificados em Juazeiro do Norte, como forma de prevenir alagamentos e inundações na cidade durante as chuvas

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

faça aqui seu comentarios sobres materia postadas.

Quixelô FM 104,9

Nosso Facebook

Seguidores

Meus Blogs

As Mais Lidas do Mês

De Onde nos Visitam